Aprenda mais sobre a produção de embalagens plásticas

Para todos os locais que olhamos, podemos encontrar embalagens, dos mais diversos tipos, formatos e composições. Independente da forma, tudo o que compramos já passou por algum processo de embalamento.

Seja os caixotes para o transporte de frutas, envelopes de encomendas, plástico bolha de móveis, sacolas de supermercado, entre outras.

Mas pouco se sabe a respeito do processo de fabricação dessas embalagens, principalmente do plástico, uma vez que esse material demora muitos anos para se decompor na natureza e pode ser reciclado.

O principal componente plástico empregado na fabricação desse tipo de embalagem é o polietileno. E começaremos esse artigo, justamente, te explicando um pouco mais a respeito desse composto.

O que é polietileno?

Como mencionado um pouco acima, atualmente, o polietileno é um dos compostos plásticos mais importantes e utilizados do mercado.

É considerado um termoplástico, o que significa que ele pode ser transformado a partir do aquecimento, tendo sua temperatura de fusão entre 110ºC e 150ºC.

Pode ser dividido em cinco variações, sendo que todas elas podem ser recicladas. São elas:

  • Polietileno de Alta Densidade (PEAD);
  • Polietileno de Baixa Densidade (PEBD);
  • Polietileno Linear de Baixa densidade (PELBD);
  • Polietileno de Ultra Alto Peso Molecular (PEUAPM);
  • Polietileno de Ultra Baixa Densidade (PEUBD).

Todos os tipos de polietileno possuem características próprias, como a flexibilidade, versatilidade, resistência a impacto, estabilidade química e térmica.

Dentre essas variações, os tipos mais comuns utilizados em embalagens são o PEAD e o PEBD, como é o caso do frasco de polietileno.

Como é o processo de transformação do polietileno?

Todo o processo de transformação dos materiais plásticos, conhecidos como termoplásticos, dá-se por meio do aquecimento e de extrusão, sopro, rotomoldagem e injeção.

Cada um desses processos pode gerar tipos distintos de produtos, para os mais diversos segmentos, desde embalagens mais simples e flexíveis, como os diferentes tipos de filmes para alimentos, a embalagens mais elaboradas, como a blister embalagem.

Mas, afinal, o que é uma embalagem blister?

Você pode não conhecer por nome, mas, sem dúvidas, você já viu alguma por aí. Esse tipo de embalagem é muito utilizada para produtos que se tenha a intenção de mostrar o formato.

Algumas características específicas, serão capazes de te ajudar a identificar qual embalagem é essa.

Seu maior diferencial, é o fato de ter uma cartela-base (cartão, plástico, alumínio) e o produto estar envolto de uma espécie de bolha transparente, onde fica visível ao comprador.

A embalagem blister é um grande exemplo de tipos de embalagem, que podem ser feitas de polietileno, a partir de um molde de injeção.

Trata-se de uma embalagem altamente segura, visto que seu fechamento é feito em máquinas específicas para tal função, e que garantem que todo o contorno dessa embalagem será selado.

Além da facilidade de visualização do produto, a embalagem blister dispõe de muitas outras vantagens, como: segurança do produto e facilidade de transporte.

E por falar em transporte, não podemos esquecer dos famosos sacos plásticos transparentes. Sim, aquelas sacolinhas que utilizamos para carregar as compras.

A melhor maneira de transportar produtos

As sacolas são o meio mais comum de transportar as nossas compras, independente de serem fabricadas em plástico, papelão ou qualquer outro material.

São tipos de embalagens extremamente práticas e que quando fabricadas em plástico puro, por exemplo, podem ser utilizadas no transporte, até mesmo, de alimentos, sem que haja qualquer tipo de contaminação.

Muitos modelos de sacos plásticos recebem outros acessórios, para complementar sua funcionalidade, como a adição de um zíper, que pode contribuir para a preservação do conteúdo que esteja dentro dessa embalagem.

Podem ser encontrados também em uma versão sustentável, feita de componentes reciclados, que além de contribuírem para a preservação do meio ambiente, ainda melhoram a imagem da empresa perante o mercado consumidor.

Entenda as necessidades do seu negócio

O mais importante, após todos esses aspectos mencionados durante o artigo é: entenda a necessidade da sua empresa; pois entendendo a necessidade dela, você será capaz de escolher o melhor modelo de embalagem.

Você deve encontrar um fornecedor que possa atender à sua demanda, além de apresentar outros diferenciais, como a possibilidade de estampar a sua marca na embalagem em questão.

É sempre importante que a empresa esteja ciente de suas necessidades e invista em meios de comunicação visual para aumentar a visibilidade dela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *