Como a sinalização é planejada?

Com o aumento dos veículos circulantes em muitas regiões do mundo, principalmente nas cidades mais populosas, as ruas e rodovias têm ficado pequenas para tanta gente.

Por isso, um dos sistemas mais importantes na atualidade é o que rege as sinalizações de trânsito.

Os elementos utilizados nesse sistema podem se combinar de modo a tornar as regras de trânsito mais acessíveis para os condutores, motociclistas e pedestres.

Com diversos formatos, cores e mensagens, as placas informam sobre variadas situações e normas vigentes.

Por serem tão importantes, essas regras precisam sempre ser relembradas, de forma a fixarem-se na mente, evitando acidentes e demais problemas de trânsito.

Isso porque, com o conhecimento adequado sobre esse sistema, você pode contribuir para um exercício mais cidadão nas vias. Isso sem falar que você não vai mais receber multas toda semana.

É importante sinalizar

Não é por acaso que placas de sinalização de transito são tão fundamentais em praticamente qualquer ambiente de convivência humana.

É a partir do sistema que elas traduzem que os condutores e demais integrantes das vias poderão identificar situações em que devem diminuir a velocidade ou respeitar a preferência de outra pessoa, por exemplo.

Dessa forma, é por meio dos códigos estabelecidos e aprendidos nos cursos de condução que podemos construir um padrão de comportamento e entendimento que possibilite um trânsito fluido, descomplicado e sem acidentes.

Tipos de sinalização

Os tipos variam muito, de acordo com o significado, o local de instalação e diversas outras categorias que definem cores e formatos de placas.

De acordo com o artigo 87 do Código de Trânsito Brasileiro, são 6 tipos existentes e padronizados:

  • Sinais verticais
  • Sinais horizontais
  • Dispositivos de sinalização auxiliar
  • Sinais luminosos
  • Sinais sonoros
  • Gestos do agente e do condutor

Ordem de importância

A ordem de prevalência de cada tipo é definida pela hierarquia estabelecida no Código de Trânsito. sinalização de advertência feita por um agente de trânsito, por exemplo, é o primeiro sinal a ser considerado.

Por isso, esse profissional é tão importante e designado na organização de fluxos e aplicação de indicações viáveis em situações incomuns.

Já os sinais indicados pelos semáforos e demais sinais existentes no trânsito vêm em seguida na ordem de prevalência nas vias.

Elementos que fornecem informações importantes são fundamentais, de forma que a instalação e manutenção das placas são responsabilidade dos governos municipais, do estado e do país, de acordo com a via em questão, e a sua preservação cabe a todos as pessoas

Sinalização

As placas desempenham sinalização vertical, que garante o bom funcionamento do trânsito a partir do cumprimentos das regras estabelecidas para a condução naquele local.

Algumas estruturas e situações exigem itens removíveis, como placas temporárias.

Isso porque, em muitos casos, deve ser feita uma proteção que vai além da simples indicação das condições de uso.

Para evitar acidentes causados pela derrapagem em superfícies escorregadias, especialmente em dias de chuva, vale optar por fita antiderrapante.

É por meio desses itens e das placas que símbolos pré-estabelecidos e legalmente instituídos transmitem mensagem relacionadas ao uso das vias e à seguranças dos pedestres e demais integrantes do espaço.

Elas combinam significados para alertar sobre mudanças no limite de velocidade, presença de demais usuários, proximidade com áreas onde cruzam animais na pista, etc.

No total, existem mais de 100 placas padronizadas, sem falar nas especiais (criadas quando há necessidade de complementar a sinalização já instalada em algum local, já que algumas vias possuem particularidades que exigem atenção redobrada do condutor e do pedestre).

As placas dividem-se em pelo menos cinco categorias, sendo elas:

  • Placas de Regulamentação
  • Placas de advertência
  • Placas de indicação
  • Placas educativas
  • Placas de serviços auxiliares

Mais aliados

Itens como fita fotoluminescente podem ajudar em muitas situações no trânsito, pois muitas peças e dispositivos menores, que podem ser locomovidos e utilizados com facilidade, são necessários em ocasiões inesperadas.

O uso correto desses utensílios irá ajudar a evitar acidentes e controlar o fluxo ou o uso de uma via em um momento onde parte dela está danificada ou impedida.

Agora você sabe que é muito importante estar em dia com o conhecimento sobre essas placas e itens utilizados para tornar a vida mais segura nas vias.

Seja com cone de sinalização ou na forma de placas verticais, as informações transmitidas auxiliam na preservação da vida e do bem-estar.

Por isso, pense sempre no benefício coletivo construído todos os dias pelos condutores que seguem as regras estabelecidas no nosso código de trânsito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *