Como produzir embalagens que não agridem o meio ambiente?

Como produzir embalagens que não agridem o meio ambiente é um assunto que está cada vez mais em alta.

Afinal, o problema com o plástico se torna um desafio maior a cada ano, levando empresas e negócios a buscarem outras alternativas.

Ao mesmo tempo, muitas pessoas já investem na ideia de ecologicamente correto.

Com isso, buscam opções para o consumo e empresas realmente preocupadas com o planeta e o futuro da Terra.

Pensando nisso, separamos aqui as principais informações que você precisa saber sobre o assunto para começar também a adentrar neste mercado.

Vamos lá?

Embalagens sustentáveis – Um novo mundo de possibilidades

As embalagens sustentáveis surgem como uma maneira de reduzir os danos ao meio ambiente.

Principalmente devido ao alto consumo de plástico, que demora milhares de anos para se decompor.

Com isso, as novas embalagens são uma maneira de reduzir esse impacto, sendo que existem diferentes opções.

Por exemplo, muitas empresas trabalham com vidro, que pode ser reaproveitado facilmente.

Além disso, muitas pessoas optam por comprar coisas em vidro devido ao sabor ou mesmo para usar o recipiente depois.

Da mesma maneira, existem outras opções disponíveis no mercado, como papéis reciclados e embalagens orgânicas.

As embalagens orgânicas são aquelas que quando descartadas não agridem o meio ambiente.

Isso porque, se desintegram com mais facilidade e se misturam ao sono.

Não à toa, cresce o número de pessoas que buscam cursos online sobre matérias primas biodegradáveis.

Como produzir embalagens que não agridem o meio ambiente

A produção de embalagens depende do material a ser utilizado, já que existem diferentes processos.

Pensando nisso, vamos apresentar aqui algumas das melhores opções, que vem crescendo no mercado.

1. Papel reciclado

O papel reciclado está entre os tipos de embalagens mais procurados pelas empresas.

Isso porque, a produção de papel ainda é alta e existem diversas empresas/catadores que fazem a coleta e separação.

Dessa forma, basta reutilizar esse papel, passando por um processo de reciclagem, para que ele se transforme em algo novo.

Atualmente, o papel reciclado serve principalmente para produzir cadernos e embalagens. 

A vantagem é que esta é considerada como uma das opções mais baratas para as empresas.

Inclusive, existe a opção de fazer parcerias com os negócios que produzem o papel, garantindo algo mais simples e rápido.

2. Produção a partir da mandioca – Como produzir embalagens que não agridem o meio ambiente

A não muito tempo atrás, o mercado percebeu que a mandioca era um alimento rico em variadas possibilidades.

Além de fazer parte da gastronomia brasileira, também é possível produzir um material para embalagens.

Entretanto, a fécula de mandioca ainda é uma opção mais cara e um pouco limitada.

Já que só pode ser usada para itens secos ou de consumo rápido.

Isso acontece porque esse tipo de embalagem é um pouco mais sensível, sendo que a umidade faz com que desmanche.

3. Embalagens de fibras de coco

A fibra de coco é uma das tendências que promete ganhar espaço nos próximos anos.

Em síntese, essas embalagens não são nocivas para o corpo humano e usadas principalmente no setor alimentício.

Além disso, a tecnologia para a produção é considerada baixa e a matéria-prima é nacional.

O que torna o produto ainda mais interessante.

Vale destacar ainda que o material pode ser descartado em pontos, para reuso, ou não.

Isso porque, como são biodegradáveis, ao serem colocadas no solo, se desintegram totalmente, sem causar nenhum dano.

Inclusive, algumas empresas vêm trabalhando para tornar esta opção de embalagem mais comum, principalmente pelo preço mais acessível.

Depois de usada, pode ser reaproveitada para plantios de pequenas plantas, ajudando na compostagem do solo.

4. Palma – Como produzir embalagens que não agridem o meio ambiente

Os povos indígenas trouxeram uma série de conhecimento e bases para todos os povos.

Sendo que o uso de folhas é um desses conhecimentos.

A palma é uma matéria-prima utilizada principalmente em áreas de praia, já que são fáceis, acessíveis e ainda ajudam o meio ambiente local.

Em síntese, as folhas podem ser usadas de diferentes maneiras, para produzir recipientes, como pratos, e talheres descartáveis.

Inclusive, é importante destacar que essas folhas podem passar por um processo de moldagem para serem mais resistentes a água, micro-ondas e até a fornos.

Ou seja, eliminaria o uso do plástico, mas ainda tornaria a vida fácil de quem quer algo para usar e jogar fora.

Por ser uma folha, quando jogada fora, ajuda na compostagem do solo e se desintegra sem nenhum problema.

Como aderir a prática

Se você tem um negócio, é essencial começar a pensar em maneiras de reduzir o uso de embalagens.

Isso porque, além do produto, que já pode ser um contaminante, a embalagem é algo descartado rapidamente e demora anos e anos para sumir.

Porém, aderir a essa prática de como produzir embalagens que não agridem o meio ambiente não é algo fácil.

Dessa forma, a primeira dica é fazer alguns cursos online com certificado voltado para o tema.

Ao mesmo tempo, incentive a sua equipe a fazer o mesmo.

Em seguida, façam discussões sobre as possibilidades, para então fazer orçamentos e testes.

Além disso, é importante ficar atento a restrições e produtos, para evitar que uma ação prejudique outra questão.

Por exemplo, o desenvolvimento de embalagens de lã, que pode incentivar a crueldade animal.

Tudo isso deve ser pensado para criar um ambiente mais saudável e uma empresa realmente verde.

Por fim, análise como a sua empresa trabalha para se tornar uma referência no mercado.

Desde aderir a novas práticas até incentivar os clientes.

 Por exemplo, reduzindo as embalagens, evitando o plástico, tendo pontos de coleta, etc.

Também é interessante ficar de olho nas pesquisas que estão em andamento.

Se possível, incentive faculdades, ONGs e outras unidades que estão desenvolvendo ideias.

Cada vez mais, o mundo pode ser mais sustentável e melhor, com qualidade e riquezas.

Enfim, você ainda ficou com alguma dúvida ou gostaria de saber mais sobre o tema?

Comenta aqui embaixo para que eu possa ajudar você ou aproveite para compartilhar as suas dicas e experiências com nossos leitores.

Aproveite também para comentar o que gostaria de ver aqui na página.

Grande abraço e até o próximo post!

 Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Certificado Cursos Online, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre cursos, educação e diversos segmentos.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *