Entenda as diferenças dos estilos de impressão

Johannes Gensfleisch, já ouviu falar nesse nome? Provavelmente não. Mas e “Gutemberg”? Bom, para os amantes da Comunicação Visual de plantão, Gutenberg foi o criador da prensa tipográfica.

A história da impressão

Ao que conta a história, as primeiras ideias sobre impressão surgiram ao, até então joalheiro, Sr. Gutenberg quando ele observou um anel, com o qual os nobres selavam documentos, imprimindo o brasão da família.

Este anel possuia o brasão escavado em determinado metal ou pedra preciosa e marcava uma impressão em alto-relevo sobre o lacre quente.

Gutenberg vendo tudo aquilo pensou “o mesmo princípio pode servir para imprimir letras”. Porém, ele logo percebeu que o método deveria ser posto de cabeça para baixo.

Em vez de escavada num bloco de madeira, a parte que serviria para imprimir deveria ficar em alto-relevo. Isso porque senão, não teria como tingir o papel.

Cerca de 1438, Gutenberg já tinha então produzido sua prensa, um produto que guardava com muito cuidado e, por isso, começou a publicar folhetos e livretos religiosos.

E como tudo no mundo, a impressão passou por diversos refinamentos e alterações. Inclusive, é sobre isso que viemos tratar aqui! Hoje existem diversas formas de impressão. Por exemplo:

  • Impressão em Offset;
  • Rotogravura;
  • Serigrafia;
  • Tipografia;
  • Flexografia;
  • Tampografia;
  • Hot-Stamp (estampa quente);
  • Impressão digital uv.

Ou seja, desde a criação das primeiras impressões até hoje, muita coisa mudou. A tecnologia adaptou as técnicas e métodos.

A publicidade e propaganda

Um dos fatores que fizeram a impressão evoluir tanto ao longo do tempo, foi o desenvolvimento da Publicidade e Propaganda. Afinal, a mídia tradicional dominou a Comunicação por muito tempo.

E quando falamos em mídia tradicional, entenda que estamos falando de TV, Rádio, Revistas, Jornais, banner para eventos, flyers e assim por diante.

Isso aconteceu, pois a necessidade de divulgação se tornou cada vez mais importante para comerciantes e empresas. Muitas empresas, por exemplo, passaram a usar o cartão de visita para marcar presença com seus clientes, por exemplo.

E como isso, teria acontecido sem a evolução das técnicas? Agora, entenda mais sobre a relação da Publicidade e Propaganda atrelada à impressão.

A publicidade

A publicidade é o método usado para divulgar produtos e serviços, com o intuito de atrair compradores. Esta técnica tem como objetivo principalmente o desenvolvimento comercial.

É a publicidade que usa como técnica para divulgação spots ou anúncios de TV; publicidade em rádio; anúncios impressos em jornais; publicidade on-line; publicidade externa (outdoors, cartazes em transporte público, impressão de banner).

Além de divulgação em ponto de venda; amostragem de produtos; distribuição de panfletos e assim por diante. Ou seja, deu para perceber que na publicidade a impressão, é uma realidade 100% aplicável, não é? Mas e a propaganda?

A propaganda

Diferente da publicidade, a propaganda abrange as ações que focam em atrair seguidores ou influenciar a atitude das pessoas. Diríamos que ela é a parte persuasiva da história!

Afinal, ela tem como intuito convencer o público a adotar uma determinada atitude ou a aderir a um grupo ou crença particular.

A propaganda está muito ligada à questões políticas, ideológicas, religiosa e assim por diante. Ou seja, é muito mais atrelada ao universo cultural de cada lugar.

Porém, mesmo com essa diferença, a propaganda é semelhante à publicidade, na medida em que utiliza os mesmos formatos multimídia para espalhar sua mensagem.

Embora, ao contrário da publicidade, a propaganda não tenta incentivar a venda de um produto ou serviço. É muito mais uma questão ideológica e cultural.

Ainda assim, é possível entender que com o tempo as necessidades de divulgação se alastraram e com ela, a impressão precisou se aprimorar.

Afinal de contas, como realizar a impressão em alta escala de jornais, revistas e panfletos, por exemplo, sem usar a tecnologia a favor?

Ficaria inviável, atualmente, fazer tudo manualmente, concorda? Pois bem! A sociedade continua em constante evolução, principalmente quando o assunto é divulgação de empresas, pessoas, ideias e assim por diante.

Afinal, ser notado em um mundo que está cada vez mais disputado, não é uma tarefa fácil! Sendo assim, continue acompanhando as evoluções que a impressão pode sofrer.

Pois lá atrás, Gutenberg talvez não tenha imaginado que existiriam impressoras 3D, capazes de reproduzir objetivos diversos. O que será que nos aguarda no futuro?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *