O uso das etiquetas na estratégia de comunicação visual

visual

Qualquer empresa deseja que sua marca seja reconhecida e que se consolide no mercado como referência para a resolução de alguma demanda dos clientes ou mais precisamente do seu público-alvo, e para conseguir isso é necessário a construção de uma identidade visual.

A identidade visual está atrelada a comunicação visual que consistem no uso de componentes visuais diversos para chamar a atenção do público, seja com:

Essa estratégia passa por diversas áreas, todas possuem certas diferenciações, mas, todas possuem um objetivo, comunicar algo importante para o indivíduo, deste modo, independente, do suporte seja vídeo, etiqueta ou anúncio, a mensagem deve ser clara.

Para que os elementos da comunicação visual apareçam é fundamental investir capital nesse setor, seja na confecção de etiqueta fabricação e validade, seja no anúncio em redes sociais ou em mídias tradicionais.

Neste artigo abordaremos um dos elementos da comunicação visual que é o uso de etiquetas e seus principais tipos. Conhecendo melhor essa parte, já é possível elaborar um bom plano de comunicação.

A importância das etiquetas na comunicação visual

A etiqueta tem um papel muito importante, que é a de informar sobre determinado produto. Muitos dados são postos na etiqueta, como:

  • Composição;
  • Especificação;
  • Categorização;
  • Cadastramento.

Portanto, diversos setores a utilizam. No setor têxtil, as etiquetas ajudam na identificação da matéria-prima utilizada na fabricação de peças de roupa, e também indicam as informações para a conservação.

Para isso, são usado símbolos, seja na etiqueta de tecido ou em uma etiqueta vinilica que vem junto a roupa.

No setor alimentício, as etiquetas autoadesivas são personalizadas e são parecidas com os rótulos, e são uma peça de identidade visual também.

As etiquetas nos alimentos são regulamentadas por normas da ANVISA – Agência Nacional de Vigilância Sanitária, e precisam informar os ingredientes, a data de validade, o modo de preparo e as informações nutricionais.

Para cada tipo de setor e de especificação existe um tipo de etiqueta, que pode ser personalizada e apresentar muitas características, como resistência a baixas e altas temperatura, adesivação de qualidade.

Portanto, as etiquetas de cetim para confecção são mais usadas no setor têxtil, enquanto as de papel couché e adesivantes são usados no setor alimentício, e assim por diante.

Existem muitos tipos de materiais para as etiquetas e muitos tipos de acabamentos, que ajudam as empresas a conseguirem produzir mais e por um preço acessível, tornando seu produto bem informado.

No tópico abaixo falaremos sobre alguns tipos de etiqueta que estão disponíveis no mercado.

Tipos de etiqueta disponíveis no mercado

As etiquetas são fundamentais para que o produto esteja completo, afinal, são elas que ajudarão os clientes a terem os dados necessários para o bom uso do produto.

Assim, os clientes conseguem fazer o armazenamento adequado e usar dentro do processo de fabricação.

Existem uma série de etiquetas, que vão das etiquetas de papel, passando pela etiqueta de vinil, e outras, e para escolher de forma adequada é necessário conhecimento das necessidades das empresas, além de conhecer o perfil da mercadoria e suas demandas, e claro, os seus meios de transporte.

Abaixo falaremos sobre alguns tipos de etiquetas que estão disponíveis no mercado gráfico.

1. Etiquetas de papel

Essas etiquetas de papel são as mais comuns e mais econômicas do mercado, e são impressas por impressoras comuns e podem ser aplicadas em muitos tipos de embalagem. Apresentam pouca resistência a danos físicos.

2. Etiquetas plásticas

As etiquetas plásticas são fundamentais para quem procura um bom material resistente. São conhecidas como etiquetas para caixas de papelão, principalmente, porque são capazes de suportar danos físicos, e não danifica os materiais.

Podem também ser aplicados em locais úmidos e em mercadorias refrigeradas.

3. Etiquetas removíveis

São etiquetas que podem ser reaproveitadas de acordo com a necessidade do usuário. São importantes para redução de custos e para que o acesso a informação esteja sempre disponíveis para os processos internos.

4. Etiquetas RFID para comunicação visual

Essas etiquetas são tecnológicas, possuem um sensor para enviar e receber dados, e são usados em ambientes como lojas ou nos processos logísticos, tanto para identificar tentativas de roubo como para ajudar na automatização das rotinas, e quase sempre são reaproveitáveis.

Neste sentido, vimos que as etiquetas são muito importantes para o desenvolvimento de uma boa comunicação visual.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *