UX Writing ou Design de Conteúdo: quais são as semelhanças e diferenças?

UX Writing

Ambos UX Writing e Design de Conteúdo possuem o objetivo de melhorar a experiência do usuário com a interface. Mas isso faz deles a mesma coisa? 

 

Ao dar uma rápida busca no Google ou LinkedIn por “UX Writing”, é comum encontrar o termo “Design de Conteúdo” como sinônimo, ou vice-versa. É verdade que ambos debruçam-se sobre a relação entre o design, o usuário e o conteúdo. 

No artigo de hoje, a Outlab., agência que cuida da presença digital de administradoras de condomínios e outros segmentos, explica a definição de UX Writer, Design de Conteúdo, suas diferenças e semelhanças. Leia até o final!

 

 

O que é UX Writing? 

Também chamado de Redação UX, o UX Writing pode ser definido como a escrita que preza por uma boa interação entre o usuário e o produto. O termo foi divulgado pela primeira vez por Allison Rung durante o Google I/O, conferência de programadores organizada anualmente pelo Google de 2017.

O termo “UX” já é figura conhecida para quem trabalha na área, mas podemos explicar: UX refere-se à eXperiência do Usuário (User Experience, no original) e, como definimos, o UX “pensa a forma e a funcionalidade do produto a partir do ponto de vista de quem vai usá-lo”. 

O UX tem seus filhos: UX Design, UX Research e UX Writing são alguns deles. Por falar em UX Writing, vamos citar outra definição do termo, dessa vez de Davi Defensor, UX Writer com grande experiência na área:

“UX Writing é a prática de selecionar ou adequar as palavras que as pessoas veem quando interagem com o software, site ou blog. São os comandos, guias, e as mensagens que fazem parte das informações e interface de um site ou software. (…) Trata-se de projetar a conversa entre um produto e seu usuário”. 

E como ocorre o processo de UX Writing? Podemos dar alguns exemplos!

 

Exemplos de aplicações de UX Writing 

  • Pensar na diagramação de conteúdo “além das palavras”, avaliando o uso de ilustrações, layout, hierarquia e ícones (muitas vezes, a mensagem consegue ser passada sem palavras!)
  • Escolha das melhores cores e formatos;
  • Gerenciamento de espaço do texto, prezando pela quantidade de caracteres;
  • Diferente do copywriting, o UX Writing deve prezar pela objetividade, clareza, consistência, aplicabilidade e coesão.

O que é Design de Conteúdo? 

No livro “Content Design”, escrito pela criadora do termo Sarah Richards (no original “Content Design”), design de conteúdo é definido como:

“O design de conteúdo é uma maneira de pensar. (…) Trata-se de usar dados e evidências para dar ao público o que eles precisam, no momento em que precisam e da maneira que esperam”

Em outras palavras, podemos definir design de conteúdo como a criação do conteúdo com foco no usuário, buscando construir experiência, sentimentos e relacionamento. Ué, mas essa não é a definição de UX Writing?

Vamos nos aprofundar. Em novembro de 2020, o time de UX Content/Strategy  da Mozilla Firefox mudou de nome para Design de Conteúdo. 

Em uma carta aberta ao público, as líderes do time explicam alguns dos motivos para essa decisão: o fato do time ser composto por Designers; o termo “Design de Conteúdo” ser mais “intuitivo” e “fácil de explicar” que o nome anterior; e a necessidade de seguir uma tendência do mercado (diz a carta que empresas, como Slack, Netflix, Inuit fizeram essa mesma migração) estão entre os argumentos citados. 

Para completar e citar uma última definição de design de conteúdo, existe a designação dada pelo “Curso em Design de Conteúdo e Multimeios”, no formato tecnólogo: “tem a função de prender a atenção do usuário levando-o a navegar por um produto ou site” e os multimeios como as mídias para fazê-lo (“TV, rádio, internet ou qualquer outro meio de comunicação”) 

 

E afinal, quais são as diferenças e semelhanças entre Content Design (Design de Conteúdo) e UX Writing?

No artigo “UX Writing vs. Content Design”, o autor Aaron Raizen, fez uma longa pesquisa em descrições de vagas do LinkedIn para UX Writing e Design de Conteúdo para encontrar as diferenças entre as funções – mas para sua surpresa (e da copywriter que vos escreve!), ele encontrou somente semelhanças. 

Algumas das encontradas foram:

  • Ambos são alocados na equipe de Design;
  • Tanto os praticantes de UX Writing quanto de Design de Conteúdo precisam ter grande experiência com redação;
  • Realizar pesquisas e testes de usabilidade; e 
  • A maioria das vagas solicitavam ao candidato proximidade com ferramentas de design .

Mas e quanto às diferenças? Podemos dizer que o termo Design de Conteúdo surgiu primeiro, portanto é utilizado para descrever uma função mais ampla e mais próxima de Copywriting; enquanto o UX Writing tem mais proximidade com a Experiência do Usuário e a construção de micro copy.

A verdade é que quem definirá o nome mais adequado será a sua empresa, de acordo com os papéis das equipes e sua rotina de trabalho.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe da Outlab., agência que planeja, constrói e monitora projetos digitais inovadores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *